Arquivo da tag: Copa Suzuki

AR – 3a. etapa da XVIII Circuito Ilhabela – Copa Suzuki – 25, 26 de agosto e 1, 2 de setembro/ 2018

O YCI convida os velejadores de oceano das classes IRC, C30, HPE-25, BRA-RGS, CLASSICOS e BICO de PROA para participarem da 3ª Etapa do XVIII CIRCUITO ILHABELA COPA SUZUKI 2018 E 2ª ETAPA CAMPEONATO PAULISTA DE VELA OCEÂNICA, com organização e realização do Yacht Club de  Ilhabela, com o patrocínio máster da SUZUKI VEICULOS – Apoios da Prefeitura Municipal de Ilhabela, Revista Ancoradouro, Radio Antena 1, Balaio de Ideias, Quantum Sails, North Sails. Continuar lendo AR – 3a. etapa da XVIII Circuito Ilhabela – Copa Suzuki – 25, 26 de agosto e 1, 2 de setembro/ 2018

Segunda etapa da Copa Suzuki em Ilhabela reúne 40 barcos

Evento foi disputado um mês antes das regatas de julho no Yacht Club Ilhabela

A Copa Suzuki, tradicional evento que antecede a Semana de Vela de Ilhabela, reuniu 40 barcos nos últimos dois fins de semana no litoral norte de São Paulo. A segunda etapa é usada pelas equipes para fazer os últimos testes antes das regatas de julho, marcadas para o período de 20 a 28. Continuar lendo Segunda etapa da Copa Suzuki em Ilhabela reúne 40 barcos

Pressionado por adversários, barco Caiçara vence Classe C30 em Ilhabela

Vitória na regata deste domingo (17) na Copa Suzuki foi por apenas meio barco de vantagem sobre eCycle+Realizado; Caballo Loco chegou em seguida

São Paulo (SP) – A Classe C30 garantiu a adrenalina no fim de semana (16 e 17/6) frio e chuvoso em Ilhabela, nas regatas da Copa Suzuki de Vela Oceânica. A segunda etapa, chamada de Warm Up para a Semana de Vela (20 a 28/7), terminou com duas vitórias do Caiçara UV.Line. O barco líder da competição venceu as provas, de percurso no sábado e barla-sota no domingo, sempre pressionado por eCycle+Realizado e Caballo Loco. Continuar lendo Pressionado por adversários, barco Caiçara vence Classe C30 em Ilhabela

Resultados e fotos da III Copa Pimentel Duarte dos dois últimos dias de regatas, 16 e 17 de junho de 2018 – Ilhabela

Foram realizadas neste final de semana, nos dias 16 e 17 de junho, durante a 2a. Etapa da Copa Suzuki, as duas últimas regatas da 3ª Etapa da PIMENTEL DUARTE 2018 de oceano da classe VELEIROS CLASSICOS, com organização e realização do Yacht Club de Ilhabela e apoios da Prefeitura Municipal de Ilhabela, Revista Ancoradouro, Radio Antena 1, Balaio de Ideias. Quantum Sails, North Sails.  Continuar lendo Resultados e fotos da III Copa Pimentel Duarte dos dois últimos dias de regatas, 16 e 17 de junho de 2018 – Ilhabela

Classe C30 corre regatas decisivas em Ilhabela, em ritmo de Copa do Mundo

Fim de Semana da Copa Suzuki terá programação especial devido à estreia do Brasil na Copa; serão as últimas regatas de oceano antes da Semana de Vela de Ilhabela (20 a 28/7)

São Paulo (SP) – O fim de semana decisivo para a 2ª Etapa da Copa Suzuki será especial para a Classe C30 e demais tripulações. A programação estará ajustada à estreia do Brasil na Copa do Mundo. Seleção à parte, a emoção estará garantida para os tripulantes da C30. O primeiro fim de semana terminou com os três primeiros colocados: Caiçara, Caballo Loco e eCycle+Realizado, separados por apenas quatro pontos. Continuar lendo Classe C30 corre regatas decisivas em Ilhabela, em ritmo de Copa do Mundo

Resultados e fotos da III Copa Pimentel Duarte (durante 2a. Etapa da Copa Suzuki) dos primeiros dois dias, 09 e 10 de junho de 2018 – Ilhabela

Foram realizadas neste final de semana, nos dias 09 e 10 de junho, durante a 2a. Etapa da Copa Suzuki, as primeiras regatas da 3ª Etapa da PIMENTEL DUARTE 2018 de oceano da classe VELEIROS CLASSICOS, com organização e realização do Yacht Club de Ilhabela e apoios da Prefeitura Municipal de Ilhabela, Revista Ancoradouro, Radio Antena 1, Balaio de Ideias. Quantum Sails, North Sails.  Continuar lendo Resultados e fotos da III Copa Pimentel Duarte (durante 2a. Etapa da Copa Suzuki) dos primeiros dois dias, 09 e 10 de junho de 2018 – Ilhabela

Com experiente tripulação, Kaikias reforça classe C30 na temporada

Kaikias: reforço para 2018 (Marcos Méndez / SailStation)

Barco da competitiva C30 correu apenas algumas regatas em 2017 e vai reforçar a flotilha nas principais competições oceânicas deste ano em Ilhabela

São Paulo (SP) – Responsável pelas disputas mais acirradas entre as classes oceânicas, a C30 estará reforçada nesta temporada pelo Kaikias, barco de Ilhabela, presente em apenas algumas regatas em 2017. O velejador de oceano Flávio Catanhede assumiu o comando da embarcação e está formando experiente tripulação com familiares e amigos para correr Copa Suzuki, Semana de Vela e Campeonato Brasileiro.

Flotilha da C30 no popa (Marcos Méndez / SailStation)

O Kaikias se junta à flotilha paulista ao lado de Caiçara, Caballo Loco, eCycle +Realizado e Barracuda, e aos catarinenses Zeus, Corta Vento e Katana Portobello, que inclusive disputou a terceira etapa da Copa Suzuki – Circuito Ilhabela de Oceano em 2017, logo após a Semana de Vela, aproveitando a proximidade de datas entre as duas competições.

“Sempre velejei em outras classes de oceano, como a RGS, com meus barcos anteriores. Estou entusiasmado para competir em uma classe one design, em que não se corrige o tempo após as regatas devido às embarcações serem iguais. A C30 é uma classe que sempre me atraiu porque o barco é veloz e permite várias regulagens, mas ao mesmo tempo exige um ajuste fino, perfeito, para se obter desempenho”, afirma Catanhede.

Empolgado com mais um barco na raia, o atual tricampeão do Circuito Ilhabela e vencedor da Semana de Vela, deseja boas-vindas aos novos integrantes da C30. “A principal novidade deste ano é a equipe que irá correr com o barco 03, o Kaikias. A tripulação será formada por família paulista muito tradicional na vela. Assim, com eles na raia, esperamos uma temporada ainda mais disputada e emocionante”, enfatiza o comandante do Caiçara, Marcos de Oliveira Cesar.

Tricampeão Caiçara (Marcos Méndez / SailStation)

Disputa no mar, solidariedade na terra – O comandante do Kaikias já conta, entre os seis tripulantes, com as experiências de sua filha, da nora e de Marcelo Claro (barco Suduca), acostumados a velejar em Ilhabela e Ubatuba. “Também admiro na C30 o espírito de cooperação entre os velejadores. A rivalidade fica na água e quando necessário, todos se ajudam”, destaca Catanhede, animado para competir.

A estreia do Kaikias será em 10 de março, abertura da Copa Suzuki. Neste ano, o principal desafio das tripulações da C30 será superar o tricampeão do Circuito Ilhabela, Caiçara, que em 2017 também venceu a Semana de Vela. O Katana ficou com o título brasileiro da classe, enquanto Caballo Loco foi vice-campeão brasileiro e da Copa Suzuki.

Katana: campeão brasileiro (Marcos Méndez / SailStation)

Para a flotilha catarinense a temporada começou no último fim de semana (2 a 4/02) com o Circuito Oceânico de Florianópolis. Mesmo medindo entre os barcos IRC, maiores e teoricamente mais velozes, o C30 Zeus conquistou o terceiro lugar, chegando à frente do Katana Portobello. O barco Mahalo venceu, seguido por Itajaí Sailing Team.

 

Calendário 2018 da Classe C30  

 

10, 11 e 17,18
de março
XVIII CIRCUITO ILHABELA
Copa Suzuki – 1ª Etapa
9, 10, 16 e 17
de junho
XVIII CIRCUITO ILHABELA
Copa Suzuki – 2ª Etapa – Warm up
20 a 28 de julho 45ª. SEMANA DE VELA DE ILHABELA
25 e 26 de agosto
1 e 2 de setembro
XVIII CIRCUITO ILHABELA
Copa Suzuki – 3ª Etapa
24 e 25 de novembro
1º e 2 de dezembro
XVIII CIRCUITO ILHABELA
Copa Suzuki – 4ª Etapa e
XVII Regata Volta à Ilhabela

 

Ary Pereira Jr – ary70jr@hotmail.com
MTb: 23.297 / (11) 9 9275-7044

Com barcos em evolução, classe C30 encerra temporada em Ilhabela

Barracuda no contravento (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

Desempenho do tricampeão Caiçara motiva demais tripulações a elevar o nível na competitiva C30; Copa Suzuki acaba neste fim de semana (2 e 3)

São Paulo (SP) – Ilhabela encerra neste fim de semana, 2 e 3 de dezembro, seu tradicional circuito de vela oceânica, a Copa Suzuki, disputada desde março em quatro etapas. O barco Caiçara, tricampeão antecipado, tornou-se especialista em velejar na Capital Nacional da Vela, devido à tripulação muito bem treinada e acostumada aos ventos e às correntes locais.

Duelo entre Barracuda e +Realizado (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

 

Na abertura desta última etapa (25 e 26/11) o Caiçara venceu as três regatas, inclusive a desafiadora Volta à Ilha. O rendimento do Caiçara é um estímulo permanente para Caballo Loco, eCycle +Realizado, Barracuda e Kaikias, esforcem-se ainda mais em busca da evolução. Entre as competições que disputou neste ano, o Caiçara só não venceu o Campeonato Brasileiro, com vitória do Katana Portobello, de Florianópolis, seguido por Caballo Loco.

O título antecipado não acomoda os tricampeões. A tática permanece a mesma das etapas anteriores: correr para vencer. “O que tem nos ajudado nas manobras são os treinos das sextas-feiras, na véspera de cada regata. Precisamos acompanhar a evolução da classe. Queremos aproveitar este último fim de semana da Copa Suzuki para confirmarmos o brilhante trabalho desenvolvido na temporada”, destaca Carlos Ney Ribeiro, responsável pela ‘secretaria’ do Caiçara.

O velejador garante que o relacionamento a bordo faz a diferença na hora de competir, justificando a atitude do comandante Marcos de Oliveira Cesar, que sempre prioriza o investimento na tripulação. “A terceira vitória consecutiva em uma regata difícil e cheia de imprevistos como a Volta à Ilha, trouxe motivação. Mostrou que após três anos juntos, podemos considerar a tripulação do Caiçara como nossa segunda família”, afirma Carlos Ney.

Recursos materiais e humanos – A importância de uma equipe bem entrosada, é reforçada pelo comandante do Barracuda. “Neste ano, trocamos de tripulação três vezes durante o circuito, o que interfere no rendimento do barco. Incomoda saber que temos em Ilhabela uma flotilha com cinco barcos parelhos e às vezes não conseguimos o resultado esperado”, considera Humberto Diniz.

Caiçara (azul) e Caballo Loco (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

Outro cuidado dos comandantes, além da tripulação, é com a fadiga dos equipamentos, que também prejudicam o desempenho da embarcação. “O Barracuda ainda corre com genoa (vela de proa) antiga e mesmo com esse enxoval estamos chegando junto com um segundo ou um terceiro lugar. As velas são o motor do barco. Quanto mais novas, mais velocidade”, define o timoneiro Diniz.

O vice-líder Caballo Loco e o eCycle +Realizado têm rivalizado com o Caiçara em algumas regatas. O comandante do Caballo Loco deseja fechar o ano em ascensão. “Só na última regata de domingo (26/11) conseguimos regular um pouco melhor o Caballo e andar próximo ao Caiçara. Esperamos que nesse fim de semana nossa performance melhore para conseguirmos melhores resultados na última etapa e na classificação final do campeonato”, projeta Mauro Dottori.

A classe C30 correu até o último fim de semana 29 regatas pela Copa Suzuki, com cinco descartes. Neste fim de semana estão previstas mais quatro ou cinco provas, conforme o vento. Além da C30, o Yacht Club Ilhabela deverá receber novamente mais de 30 barcos das demais classes: HPE 25, IRC, RGS e Bico de Proa. A festa de confraternização e a premiação da temporada movimentam as tripulações também fora da água.

A bordo do Caballo Loco (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

Resultado parcial da C30 na 4ª Etapa

1 – Caiçara (Marcos de Oliveira Cesar): 1+1+1 = 3 pontos perdidos

2 – Caballo Loco (Mauro Dottori): 3+3+2 = 8 pp

3 – Barracuda (Humberto Diniz): 4+2+3 = 9 pp

4 – eCycle +Realizado (José Luiz Apud): 2+4+4 = 10 pp

 

Ary Pereira Jr – ary70jr@hotmail.com

MTb: 23.297 / (11) 9 9275-7044