Arquivo da tag: Copa Brasil de Oceano

ABVO – Atualização da Copa Brasil de Oceano.

Passada a Semana de Vela de Ilhabela, chega a hora de computar novamente os resultados da Copa Brasil de Oceano. O evento na Capital da Vela foi um sucesso e reuniu mais de 120 barcos do Sul, Sudeste e Nordeste do Brasil, com disputas acirradas e bons dias de velejada. Algumas das regatas locais que serviram como aquecimento para o maior evento da vela oceânica do país, também entram na soma dos pontos da Copa Brasil e, por isso, algumas colocações acabaram mudando. Continuar lendo ABVO – Atualização da Copa Brasil de Oceano.

Vencedores da II Copa Brasil de Oceano são premiados no RJ

Tripulação do Lucky V, barco do ano da ABVO
Tripulação do Lucky V, barco do ano da ABVO

Neste domingo foi realizado no ICRJ a premiação da II Copa Brasil de Vela de Oceano. O evento premiou os melhores Veleiros de Oceano de 2014 sob os critérios do ranking nacional da ABVO. O evento ocorreu no Salão Marlim Azul do Iate Clube do Rio de Janeiro com um belo coquetel. Estiveram presentes toda a comodoria da ABVO, o Diretor de Vela do Iate Clube do Rio de Janeiro Fernando Madureira, autoridades da Marinha do Brasil, além de, é claro, diversos velejadores.

Na ocasião foi apresentado o Troféu Perpétuo de Posse Transitória Comandante José Carlos Laport. Trata-se de belíssima maquete de um Clipper do século XIX guardado em redoma de acrílico. O prêmio foi doado pelo artista plástico Paulo Laport em homenagem ao seu pai.

José Carlos Laport foi associado do Iate Clube do Rio de Janeiro, do New York Yacht Club e foi um dos fundadores do Iate Clube Armação dos Búzios – ICAB. Foi ainda um dos pioneiros da classe J-24 no Brasil. Seu nome é homenageado ainda em regata anual do ICRJ e à traineira da Comissão de Regatas do ICAB.

O troféu transitório foi entregue ao veleiro Lucky do Comandante Ralph Vasconcellos Rosa do Clube Naval de Charitas (Niterói/RJ) . Ralph recebeu o prêmio transitório de melhor barco do ano ao acumular o prêmio de melhor barco do ano na regra de rating internacional ORC e o 2º melhor na regra igualmente internacional IRC. No troféu que ficará exposto no ICRJ, constará ainda a placa do 1º vencedor da Copa Brasil de Vela de Oceano (2013) que foi o veleiro Ângela VI do Comandante Peter Dirk Siemsem do Iate Clube do Rio de Janeiro.

Paulo doou ainda a ABVO a premiação de da Copa Brasil de Vela de Oceano para os anos de 2015 até 2025 em belas taças de prata adquiridas na Europa. Agradecemos ao Paulo Laport pela grande contribuição a Vela de Oceano nacional.

A premiação de 2014 foi toda doada gentilmente pela Confederação Brasileira de Vela – CBVela em belos troféus de estanho.

Na cerimônia realizada ontem, a ABVO homenageou seu fundador e ex Comodoro Fernando Pimentel Duarte. Esta foi uma forma de lembrar o comandante e entusiasta da Vela de Oceano que nos deixou este ano.

A II Copa Brasil de Vela de Oceano reuniu 387 veleiros de todo o Brasil nas regras RGS (a mais numerosa); ORC; IRC; Clássicos e MOCRA (multicascos).

A ABVO completa 60 anos em 2015 esbanjando motivação e vitalidade graças ao apoio de associados, clubes, flotilhas, gestores das regras e a CBVela para esta gestão que se encerrará em Novembro deste ano.

Filie-se e prestigie a ABVO.

Lars Schmidt Grael
Comodoro da ABVO (2012 a 2015).

Fonte: CBVela