Arquivo da categoria: Vela Paulista

Notícias de tudo e de todos relacionados com a vela Paulista.

Wednesday Night faz a sua estreia em 2015 dia 04/03

home_semana238

Venha dar uma velejada no meio da semana e quebrar a rotina!

O evento trata-se de uma regata disputada durante a noite, às quartas-feiras, uma vez por mês e tem como intuito quebrar a rotina de regatas apenas aos finais de semana.

Qualquer barco, de qualquer categoria pode participar e o circuito tem bóias iluminadas para facilitar o trajeto.

Quebre a rotina você também! Venha participar conosco e entre nessa disputa com seus amigos e contra eles! Após as regatas, os competidores desfrutam de um divertido happy hour!

Fonte: YCSA

Paulista de 29er 2015 será na Represa Guarapiranga

232696_432661__ycsa_regata_29er

Dias 07 e 08 de Março acontece o Campeonato Paulista da Classe 29er 2015.

No próximo final de semana, 07 e 08 de Março, o YCSA abre o movimentado calendário de Março com o Campeonato Paulista de 29er 2015.

É o primeiro das quatro disputas que acontecerão até o fim do primeiro trimestre do ano.

Organizado pelo Yacht Club Santo Amaro, FEVESP e Classe 29er Brasil, estão programadas oito regatas sendo quatro por dia. Não há taxa de inscrição e ela pode ser feita online, através do nosso site no link: Inscrição Online – Campeonato Paulista de 29er 2015

Audi YCSA Sailing Team na raia!

A classe 29er é uma das classes da vela jovem contempladas pela parceria entre o YCSA e a Audi do Brasil. Nos dias 07 e 08 de Março, as duplas da Audi YCSA Sailing Team estarão na raia da Represa Guarapiranga novamente, em mais uma disputa.

Em Agosto do ano passado, aconteceu a primeira edição do Audi 29er Challenge no YCSA. Com apoio da CBVela e da FEVESP, a dupla formada por Antônio Aranha e Alexander Essle levou o ouro para casa, seguidos por Leo Lombardi / Marcelo Peek e André Fiuza / Stephan Kunath.

Clique aqui para baixar o AR do campeonato.

Fonte: YCSA

Circuito Santista de Vela para Monotipos é uma realidade

01

Sábado, 21/02/2015,  aconteceu uma das etapas organizadas pelo Clube Internacional de Regatas com apoio do Projeto Navega São Paulo da Praia Grande reunindo as classes Snipe, Dingue, Holder, Open Bic, Ranger 22 e aberta para as demais classes. Foi um sábado de festa tanto para os velejadores experientes que estão dando todo apoio a retomada das regatas de monotipos e também para os iniciantes que puderam trocar experiência com estes. Após a regata a festa continuo na Sede Náutica do CIR num verdadeiro ambiente de velejadores. Parabéns e muito obrigado a todos os participantes que aderiram ao projeto.

Resultados:

Dingue:
1º Vitor Sudbrack/Giovana Santos/Isabela Alves.
2º Alexandre Garcia/Sophia Ribau
3º Isaias e Guilherme Menezes
4º Sidney Moura/Maria Inês/Patrick Silva.

Holder:
1º João Marco Daher
2º Josué Henrique
3º Esdras e Elleon Silva

Open Bic
1° Allan William
2º Marco Antonio
3º Alinson Santos

Ranger 22
Veleiro Cooperação

Snipe:
1° Rafael Gagliotti/Andre
2º Kauê/Gustavo
3ºThiago/Leo
4º Marcos BudaClaudio Luiz Gregorio
5º Marcelo/Gabriel
6º Geraldo/Adonis.

Classe Aberta
Magnum: Leonardo Sanches, Marcos e Raphael Kasann

Fonte: Zé Carlos Chrispin

02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12

Copa YCP | 2ª Etapa | Aviso de Regata

home_semana62

Organização: Yacht Club Paulista (YCP)
Apoio: Federação de Vela do Estado de São Paulo (FEVESP)
2º AVISO DE REGATA Fevereiro de 2015 (com alterações)

Ficha de inscrição

1. REGRAS:
1.1 A COPA YCP será governada pelas Regras de Regata a Vela da ISAF 2013/2016 e pelas regras específicas
das classes convidadas.

1.2 Serão aplicáveis as Instruções de Regata (IR) da FEVESP divulgadas no site www.fevesp.org.br

2. PROPAGANDA: a propaganda do competidor será restrita à Categoria “C” e em conformidade com o Regulamento 20 da ISAF. Os barcos podem ser obrigados a expor propaganda escolhida e suprida pela Autoridade Organizadora.

3. ELEGIBILIDADE E INSCRIÇÕES:
3.1 A participação em cada etapa da COPA YCP será aberta aos veleiros das classes:
Tornado, A-Class, HC16 e 14, Open 590, Star, Lightning, Microtonner, Snipe, Finn, Laser (Std, Radial e 4.7) e Dingue, em situação regular com sua inscrição na respectiva etapa da COPA YCP, e de acordo com as regras e qualificações de suas classes, supervisionadas pelos respectivos coordenadores estaduais credenciados pela
FEVESP.

3.2 A inscrição e pagamento da taxa deverão ser realizados anteriormente à disputa de cada uma das etapas, via internet no link divulgado, até a quinta-feira que antecede o final de semana do evento, de acordo com as taxas discriminadas no item 3.3.

3.3 Deverá ser paga a seguinte Taxa de Inscrição, devida por embarcação e por Etapa:
A taxa é intransferível e sem direito de restituição.

  • TORNADO – R$ 90
  • A-CLASS – R$ 60
  • HC16 e 14 – R$ 60
  • Open 590 – R$ 90
  • STAR – R$ 90
  • LIGHTNING – R$ 90
  • MT 19 – R$ 90
  • SNIPE – R$ 60
  • FINN – R$ 60
  • DINGUE – R$ 60
  • LASER (todas) – R$ 30

OBS: Excepcionalmente, as inscrições poderão ser feitas até às 14:00 do sábado do evento, somente na secretaria do evento no YCP, quando será cobrado adicional de 20%.

3.4 Os velejadores que inscreverem-se antecipadamente para todas as 9 etapas da COPA YCP terão 20% de desconto na taxa devida para o ano, sem direito a restituição. [Ex.: Laser (= 9 ETAPAS no ano; (= R$ 30 x 9 = R$270 com 20% de desconto = R$216))]. Mesmo que a 1ª etapa já tenha acontecido, será aplicado critério de proporcionalidade no valor a ser cobrado, caso o velejador deseje quitar antecipadamente as etapas remanescentes para o ano de 2015.

4. MEDIÇÕES: um barco ou equipamento poderá ser inspecionado a qualquer momento quanto ao cumprimento das regras da Classe. Caberá ao Coordenador Estadual ou Medidor fazer as verificações que cada classe recomendar.

5. CALENDÁRIO E PROGRAMAÇÃO:
5.1 CALENDÁRIO PARA 2015: a COPA YCP está homologada oficialmente pela FEVESP e será disputada em uma série de 9 etapas, durante 9 fins de semana, sempre na RAIA 2, e nas seguintes datas:
1ª etapa 07 e 08 de fevereiro (já ocorrida)
2ª etapa 21 e 22 de fevereiro
3ª etapa 11 e 12 de abril
4ª etapa 16 e 17 de maio
5ª etapa 13 e 14 de junho
6ª etapa 15 e 16 de agosto
7ª etapa 12 e 13 de setembro
8ª etapa 24 e 25 de outubro
9ª etapa 28 e 29 de novembro

5.2 NÚMERO DE REGATAS: em cada etapa da COPA YCP serão disputadas até 4 regatas, sendo 1 regata no sábado e até 3 regatas no domingo.

5.3 PROGRAMAÇÃO POR ETAPA:
Aos SÁBADOS:
A partir das 11:30 haverá concentração dos velejadores no YACHT CLUB PAULISTA, com almoço de confraternização oferecido pelo clube aos inscritos, estando previstas palestras, clínicas rápidas, exibição de fotos e vídeos das regatas, sorteio de brindes patrocinados, avisos da CR e indicação de alterações no Aviso de Regatas conforme afixado no Quadro de Aviso na sede náutica do YCP.
Os velejadores de outros clubes da represa que vierem por água poderão atracar seus veleiros no píer do YCP ou nas linhas de atracação que serão instaladas. Durante os almoços haverá a premiação dos vencedores da etapa anteriormente disputada pela COPA YCP.
A partir das 14:30 será disputada uma única regata em percurso TRIÂNGULO + BARLA-SOTA + TRIÂNGULO + PERNA DE CONTRAVENTO.
Aos DOMINGOS:
A partir das 13:00 haverá largada para regatas barla-sota (exceto para Tornado, A-Class, HC e Open 590), estando prevista a realização de até 3 (três) regatas seguidas.

6. PERCURSOS:
6.1 Na regata do sábado, para todas as classes, o percurso será o mesmo: TRIÂNGULO + BARLA SOTA + TRIÂNGULO + PERNA DE CONTRAVENTO, podendo haver encurtamento a critério da CR.

6.2 Na regata do sábado haverá spare buoy na marca de contravento e gate (bóias amarelas) próximo à marca de sotavento (bóia vermelha). Atenção: no sábado o gate deverá ser utilizado apenas ao final da 2ª volta em barla sota. Ao final das voltas triangulares a marca de percurso vermelha em sotavento é a que deverá ser contornada, sem necessidade de passagem pelo gate.

6.2.1 Todas as classes deverão cumprir o percurso discriminado a seguir:
1o Triângulo:
6.2.1.1 Largada demarcada com bóia vermelha e CR
6.2.1.2 Contorno da marca de barlavento (bóia amarela)
6.2.1.3 Contorno da marca de triângulo (través) (bóia amarela)
6.2.1.4 Contorno da marca de sotavento (= mesma da largada = bóia vermelhaa)
Barla-Sota:
6.2.1.5 Contorno da marca de barlavento (bóia amarela)
6.2.1.6 Contorno da spare buoy (bóia menor, no través da marca de barlavento)
6.2.1.7 Contorno do GATE (bóias amarelas); sempre entrando “entre as bóias”.
2o Triângulo:
6.2.1.8 Contorno da marca de barlavento (bóia amarela)
6.2.1.9 Contorno da marca de triângulo (través) (bóia amarela)
6.2.1.10 Contorno da marca de sotavento (= mesma da largada = bóia vermelhaa)
6.2.1.11 Chegada em contra-vento entre C.R e bóia vermelha.

OBS: veja detalhamento dos percursos das regatas do sábado no ANEXO 1.

6.3 Nas regatas do domingo os percursos para cada classe serão os seguintes:
· Tornado, A-Class, HC16/14 e Open 590: três triângulos com chegada em través a sotavento da C.R (bóia amarela).
· Star, Lightning: barla sota de 6 pernas, com chegada em marca diametralmente oposta à de sotavento (tendo a C.R. como ponto de referência).
· Microtonner, Finn, Snipe, Laser: barla sota de 4 pernas, com chegada em marca diametralmente oposta à de sotavento (tendo a C.R. como ponto de referência).
· Dingue: barla sota de 2 pernas, com chegada em marca diametralmente oposta à de sotavento (tendo a C.R. como ponto de referência).
OBS: veja detalhamento dos percursos das regatas do domingo no ANEXO 2.

6.4 A critério da CR, a última regata do dia poderá ter acrescida com uma perna de contravento para a chegada de todas as classes, o que será sinalizado aos velejadores com sinalização “+”, juntamente com o sinal de atenção (5 minutos) ou durante a última regata do dia.

6.5 Nas regatas de domingo não haverá encurtamento no número de pernas, porém a CR poderá reduzir o percurso, alterando o posicionamento das marcas (bandeira CHARLIE ou da linha de chegada). Os limites de tempo por regata e horário limite para chegada são os definidos nas instruções de regata da FEVESP.
6.6 Nas regatas BARLA-SOTA do domingo haverá spare buoy na marca de contravento e gate na marca de sotavento.
6.7 As marcas deverão ser contornadas e deixadas por bombordo, a não ser que a CR decida utilizar o percurso invertido, que requererá sinalização apropriada.
6.8 Para mudar a próxima perna do percurso a CR poderá fundear uma nova marca (ou mover a linha de chegada) e remover a marca original tão logo quando for possível.
6.9 O não cumprimento dos percursos detalhados nos ANEXOS 1 e 2 é passível de protesto e punição de acordo com o item 9 (Sistema de Punição).

7. PROCEDIMENTO DE LARGADA
7.1 As classes largarão na seguinte ordem, ressalvado o agrupamento previsto no item 7.2:

  • 1º Tornado e A-Class
  • 2º Star
  • 3ª Lightning
  • 4ª Microtonner
  • 5ª Finn
  • 6ª Snipe
  • 7ª Laser (Std, Radial e 4.7)
  • 8ª Dingue

7.2 Para aumentar a eficiência operacional, a CR poderá agrupar duas ou mais classes na mesma largada, reunindo as bandeiras das classes em mesmo sinal de atenção (5 minutos).

7.3 As partidas serão dadas com intervalos de 5 minutos conforme sinalização padrão:
# 5 minutos: sinal de atenção com hasteamento da(s) bandeira(s) da(s) classe(s) a largar.
# 4 minutos: sinal de preparação com hasteamento da Bandeira P.
# 1 minuto: sinal com descida da Bandeira P.
# 0 minuto: partida

7.4 O sinal de partida de uma classe será o sinal de atenção da(s) classe(s) que larga(m) a seguir, e cuja(s) bandeira(s) será(ão) hasteada(s) neste mesmo sinal.

7.5 Um barco que partir depois de decorridos 5 minutos após o seu sinal de partida será considerado como não tendo partido. Isto altera a regra A4.

7.6 As classes que largarem escapadas terão novo procedimento de largada, iniciando-se com sinal de partida da última classe da fila.

8. PONTUAÇÃO:
8.1 Uma regata disputada já constitui validamente a etapa.

8.2 Quando até 3 (três) regatas tiverem sido disputadas por etapa, a pontuação do barco naquela etapa será a soma de suas pontuações em cada regata.

8.3 Quando as 4 (quatro) regatas da etapa tiverem sido completadas, a pontuação do barco naquela etapa será a soma de suas pontuações de cada regata, excluindo-se o seu pior resultado.

8.4 Para fins de ranking da série anual será aplicada regra de pontuação pelo critério do nome do comandante da embarcação em determinada classe. Se o comandante mudar de classe durante as 9 etapas, a pontuação acumulada na classe anterior permanecerá separada.

8.5 Para a premiação na série anual, cada velejador terá direito a descartar 1 regata para cada 4 regatas que participar (ou seja, 25% do total), inclusive DNC de etapas em que não se inscreveu ou não disputou.

8.6 Será aplicado o sistema de pontuação linear do Apêndice A.

9. SISTEMA DE PUNIÇÃO:
9.1 Será aplicado o Apêndice P.

10. ACOMPANHANTES E LOCAL DE PERMANÊNCIA:
10.1 Aos sábados de cada etapa serão bem vindos ao YCP acompanhantes e convidados dos velejadores inscritos, para participarem da confraternização e para assistirem a partida e a chegada dos velejadores.
Nesse caso será importante fazer a solicitação de ingresso na véspera via e-mail para secretaria@ycp.com.br para que seus nomes fiquem anotados na portaria do YCP. O consumo de convidados e acompanhantes não estará incluso na inscrição, e deverá ser pago no ato.

10.2 Nos dois dias de cada etapa os velejadores inscritos também poderão ingressar com seus veleiros no YCP por terra, e usarem as facilidades do YCP para a descida até a água.

10.3 Durante o evento os veleiros visitantes deverão ficar estacionados no local designado pela organização.

11. PREMIAÇÃO:
11.1 Premiação por Etapa: prêmios serão concedidos por etapa para as classes com no mínimo 2 embarcações inscritas. Em cada etapa haverá premiação por classe aos 1º e 2º classificados no geral. Na classe Laser, serão premiados os dois primeiros colocados de cada categoria (Std, Radial e 4.7).
Também haverá premiação aos 1º colocados na categoria B nas classes Microtonner e Snipe. Caberá aos coordenadores das classes indicarem os velejadores da categoria B. Também haverá premiação do 1º lugar na categoria mista da classe Snipe (esta, somente a partir da 2ª etapa), desde que haja no mínimo 2 veleiros disputando nessa categoria.

11.2 Premiação para a Série Anual: a COPA YCP premiará, em cada classe, os 3 melhores classificados no geral de TODAS AS CLASSES, os 3 melhores classificados da categoria B das classes Microtonner e Snipe, 3 melhores da categoria mista da classe Snipe, considerando-se a soma de pontos acumulados de todas as regatas disputadas durante as 9 etapas, e o descarte de 25% dos piores resultados, conforme item 8.5.

11.3 A premiação da 9ª etapa e a premiação da série de regatas disputadas durante toda a temporada pela COPA YCP será entregue durante jantar solene a ser realizado no salão social do YCP, conforme aviso e convite que será enviado oportunamente a todos os inscritos.

12. ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE E CESSÃO DE DIREITO DE USO DE IMAGEM: os competidores participam da regata a seu próprio risco. Considere a regra 4, Decisão de Competir. A autoridade organizadora não terá qualquer responsabilidade por danos materiais, físicos ou morte relacionados diretamente com a série de regatas, saídas para treinos, e eventos ocorridos antes durante ou depois de completadas as provas.
Os velejadores ao se inscreverem concordam com a utilização de fotos e vídeos pelos organizadores do evento, sem haver a necessidade de prévia autorização.

13. INFORMAÇÕES: para mais informações entre em contato com o Coordenador Estadual da sua classe, ou com o YCP:
Yacht Club Paulista a/c Diretoria de Vela
Tel (11) 5514-6911, (11) 5514-6912
e-mail: copavela@ycp.com.br ou através da página do facebook do Yacht Club Paulista.

Jose Francisco Agostini Roxo Alberto Barzaghi Hackerott
Comodoro YCP Diretor de Vela YCP


ANEXO 1: PERCURSO DAS REGATAS DO SÁBADO (ex: VENTO QUADRANTE SUL)

Nota: em caso de ventos de quadrante NORTE, será adotado percurso invertido.
Atenção: A marca de percurso formada pelo GATE será utilizada apenas ao final da volta
em barla sota. Nas voltas triangulares deve ser contornada a bóia vermelha de sotavento,
a mesma da largada.

2o AR COPA YCP 20150211


ANEXO 2: PERCURSO DAS REGATAS DO DOMINGO (ex: VENTO QUADRANTE SUL)
Nota: em caso de ventos de quadrante NORTE, será adotado percurso invertido.
Inclui HC16 e 14
2o AR COPA YCP 20150211-02 2o AR COPA YCP 20150211-03 2o AR COPA YCP 20150211-04 2o AR COPA YCP 20150211-05

Campeonato Brasileiro de Lightning 2015 | Resultado final

10177444_803325523066042_7375439501869536356_n

Prezados,

Segue o resultado FINAL do Campeonato Brasileiro de Lightning após protesto.

Camp. Brasileiro de Lightning 2015 - Resultado Final-1

Os resultados também estão disponíveis no site do YCSA, acessando pelo link: http://ycsa.com.br/sumulas.php

As fotos estão disponíveis em Álbuns (separados por dia) no facebook da Escola de Vela Ycsa: https://www.facebook.com/escoladevela.ycsa

Bons ventos,

Marco Antonio Del Porto
Yacht Club Santo Amaro
Coordenador Náutico

Audi YCSA Sailing Team lança vídeo para celebrar apoio à vela jovem

Vídeo Audi YCSA | Divulgação/YCSA
Vídeo Audi YCSA | Divulgação/YCSA

Atletas e dirigentes do Yacht Club Santo Amaro enaltecem a parceria dedicada aos jovens velejadores que começam a representar o País em regatas internacionais

São Paulo (SP) – Às vésperas de completar um ano de parceria com a Audi do Brasil, o Yacht Club Santo Amaro (YCSA) apresenta vídeo dedicado ao projeto que destina aos velejadores das classes de base os recursos necessários para a formação de atletas de alto rendimento, tradição do clube onde “nasceram” os campeões olímpicos Robert Scheidt e Alex Welter.

O comodoro do YCSA, Mark Essle e o gerente geral Marcos Biekarck, ambos velejadores, enaltecem o apoio que viabiliza a participação competitiva do Audi YCSA Sailing Team em regatas nacionais e internacionais, a contratação dos melhores técnicos para cada classe e a aquisição de barcos, velas e equipamentos que permitem velejar-se em alto nível tanto nos treinos quanto nas competições.

O vídeo conta com as participações de Eric Belda e Rodrigo Dabus, campeões sul-americanos de 420; André Fiuza e Stephan Kunath, terceiros no Sul-Americano e no Brasileiro de 420; Philipp Essle, campeão da Copa da Juventude e que em 2014 disputou o Mundial da classe na Alemanha e o Mundial da Juventude em Portugal; Theo Chao, um dos melhores estreantes no Brasileiro de Optimist, além de outros atletas. As imagens das regatas foram registradas em Ilhabela, Florianópolis e na Represa Guarapiranga, sede do YCSA.

Equipe de Optimist  | Foto: Volnys Bernal / YCSA
Equipe de Optimist | Foto: Volnys Bernal / YCSA
Audi YCSA Sailing Team | Divulgação/YCSA
Audi YCSA Sailing Team | Divulgação/YCSA

O juiz internacional, Nelson Ilha, esteve recentemente no YCSA onde passou o dia com os jovens velejadores. Entre palestras informais sobre regras e simulações práticas de regatas, também participou do vídeo. O árbitro elogia a iniciativa do investimento na base da vela, fundamental para que se mantenha a qualidade no esporte que rendeu 17 medalhas olímpicas ao País. “O atleta tem de aproveitar o apoio e fazer a parte dele: ser pontual, cuidar do barco, dedicar-se aos treinos e promover a amizade para que a equipe se torne uma família. Disciplina é fundamental”, recomenda Nelson, com cinco olimpíadas no currículo.

Assista ao vídeo:
youtube/ycsa

Classe 420 em Ilhabela | Foto: Volnys Bernal / YCSA
Classe 420 em Ilhabela | Foto: Volnys Bernal / YCSA
Optimist na Guarapiranga  | Foto: Volnys Bernal / YCSA
Optimist na Guarapiranga | Foto: Volnys Bernal / YCSA

Audi YCSA Sailing Team – Foi formado no início de 2014 com o objetivo de reforçar a missão de formar os futuros velejadores. O projeto abrange 40 atletas da Vela Jovem distribuídos entre as classes Optimist, 420, Laser, 29er e Byte. O apoio está voltado para a aquisição de barcos e velas, contratação de técnicos especialistas nas classes envolvidas e viabilização de viagens para intercâmbio e disputa das principais competições internacionais. Robert Scheidt, o maior atleta olímpico brasileiro em todos os tempos e ganhador de 14 títulos mundiais entre as classes Laser e Star, é o embaixador da marca no País.

Yacht Club Santo Amaro – Fundado em 1930, o YCSA consolidou-se ao longo de oito décadas como um celeiro de campeões da vela à margem da Represa de Guarapiranga, extremo sul de São Paulo. Conhecido também por Clube dos Alemães, devido à origem de seus fundadores, o YCSA sustenta como principal missão revelar os talentos para a vela brasileira. Campeões e medalhistas olímpicos, mundiais e pan-americanos como Robert Scheidt, Alex Welter, Cláudio Biekarck, Reinaldo Conrad, Peter Ficker, Gunar Ficker e Marcelo Batista elevaram o Brasil em suas conquistas nas principais competições mundiais.

Mais informações no site ycsa.com.br
Fanpage no Facebook: www.facebook.com/yachtclubsantoamaro

Ary Pereira Jr. – MTb 23297 / ary@zdl.com.br
Tel: 11 32855911 / Vivo: 9 7602-2986 / Tim: 9 9275-7044

1ª etapa do Circuito Santista de Monotipos | Aviso de Regata

home_semana61

CIRCUITO SANTISTA DE MONOTIPOS
1º ETAPA
21 de Fevereiro de 2015

O Clube Internacional de Regatas convida todos os Velejadores para a regata 1ª etapa do Circuito Santista de Monotipos a ser realizada no dia 21 de janeiro de 2015.

FICHA DE INSCRIÇÃO: clique aqui

 

CLASSES CONVIDADAS REGATA DE MONOTIPOS

SNIPE, DINGUE, RANGER, OPEN BIC, HOLDER, LASER e ABERTA para as demais classes.

Programação: 12h00min: Início dos procedimentos para largada com área de concentração próxima ao ISO Vermelho e Branco, localizado em frente ao canal 4 conforme a Carta Náutica 1701 ou 1711, quanto será informado o local exato da largada e número de pernas para cada classe.

INSCRIÇÃO e VALORES

Valor: 30,00 (trinta Reais) por tripulante, sendo isento para tripulante menor de 15 anos e ou proveniente do Projeto Navega São Paulo. O pagamento das inscrições poderá ser feito diretamente na Secretaria da Náutica do Clube Internacional de Regatas ou por depósito em conta corrente em nome de CLUBE INTERNACIONAL DE REGATAS-CNPJ: 58.212556/0001-21 – Banco Santander Agência – 2007 – CC – 13000089-2.

Prazo para Inscrição: até às 10h00min do dia 20/02/2015. Não serão consideradas as inscrições após o horário e data de encerramento.

CONFRATERNIZAÇÃO PREMIAÇÃO MONOTIPOS DIA 01/03/2015

Será a partir das 12h00min na Sede Náutica do Clube Internacional de Regatas. Haverá confraternização exclusiva aos participantes com canoa de bebidas e lanche. Serão premiados com medalhas os três primeiros colocados das classes convidadas.

REGRAS E ELIGIBILIDADE

Conforme REGRAS de Regata a Vela (RRV) da ISAF 2013/2016, regras da classe, para os veleiros elegíveis com CERTIFICADO DE MEDIÇÃO VÁLIDOS PARA 2014, para todas as classes e demais documentos usuais das respectivas classes e também da Marinha do Brasil.

Realização: Clube Internacional de Regatas

Apoio: Iate Clube de Santos Projeto Navega São Paulo Praia Grande.

Sede: Sede Náutica do Clube Internacional de Regatas Sites Oficiais do Circuito: www.inter.org.br

Propaganda: Não serão aceitas inscrições de mais de dois (02) veleiros com o mesmo patrocinador (razão social ou nome fantasia) independente da classe em que participarem neste evento, exceto nomes de fabricantes de veleiros, velerias e/ou das próprias classes. A Organização definirá casos fortuitos e/ou outros, ao seu próprio critério e informará, e sua decisão será inapelável.

Responsabilidades: Os competidores que participarem deste evento o farão por seu próprio risco e sob sua única responsabilidade. A decisão de abandonar uma regata, por qualquer razão fica a cargo exclusivamente do comandante. Fica valendo a Regra 4 – Decisão de competir.

O Clube Internacional de Regatas, Apoiadores, Parceiros, Organizadores e/ou a Comissão de Regatas não se responsabilizam por quaisquer danos materiais ou físicos ou mesmo de morte, relacionado diretamente a este evento.

Os competidores que participarem deste evento o farão por seu próprio risco e sob sua única responsabilidade. A decisão de abandonar uma regata, por qualquer razão fica a cargo exclusivamente do comandante. Fica valendo a Regra 4 – Decisão de competir.

Direitos de Mídia – Veiculação de Imprensa

Todos os competidores cedem à Autoridade Organizadora o direito irrestrito e a autorização de uso dos seus nomes e das suas imagens para qualquer texto, fotografia ou vídeo tanto suas quanto de seus barcos inscritos, para serem divulgados em qualquer transmissão e/ou mídia (inclusa, mas não limitada a anúncios na Imprensa e/ou na televisão e/ou na Internet), tanto para fins editoriais e/ou de propaganda e publicidade nos diversos modos de Imprensa.

Neste aspecto, os nomes dos competidores e/ou seu material biográfico poderá também ser usado do mesmo modo ou de algum modo reproduzido em qualquer divulgação.

Informações Complementares: O detalhamento técnico será divulgado nas Instruções de Regata. Mais informações na Secretaria da Sede Náutica do Clube Internacional de Regatas com Augusto ou Alessandra no telefone 13-3354.3134 e e-mail nautica@inter.org.br

Bons Ventos a todos

Clube Internacional de Regatas
Diretoria de Vela do Clube Internacional de Regatas

IV Circuito Marreco de Vela

marreco

O início do CIRCUITO MARRECO, edição 2015, está marcado para 21 de fevereiro, com sede no Clube de Campo do Castelo. Apesar de ser uma competição, trata-se na verdade do congraçamento de velejadores amadores que gostam de se divertir praticando o esporte da vela em veleiros da classe MARRECO, mini-oceanos cabinados de 16 pés.

As sedes das 7 etapas desse campeonato estão divididas entre diversos clubes e marinas da Represa Guarapiranga, e as premiações são sempre acompanhadas de muita diversão, churrasco e música, com a participação de familiares.

marreco

 

Para participar, não é necessário ser experiente, basta trazer seu barco e sua animação. As tripulações são duplas formadas por amigos, casais, familiares, mas sempre há necessidade de proeiros.

Se estiver interessado, entre em contato: cassiolopes1970@gmail.com e victorsn@terra.com.br.

Audi YCSA vence regatas na Guarapiranga

André e Stephan, campeões na 420 | ZDL / Divulgação
André e Stephan, campeões na 420 | ZDL / Divulgação

Taça Geraldo Peixoto, do Yacht Club Santo Amaro (YCSA), levou 44 barcos das classes de base da vela, Optimist e 420, à represa neste domingo (8)

São Paulo (SP) – As flotilhas de Optimist e de 420 do Audi YCSA Sailing Team foram maioria entre os 44 barcos inscritos na Taça Geraldo Peixoto disputada neste domingo (8) na Represa Guarapiranga. O equilíbrio prevaleceu nas duas classes da vela jovem. Na Optimist os quatro primeiros somaram dez pontos perdidos. Na 420, segundo e terceiro colocados obtiveram 11 pontos, o quarto e o quinto perderam 12, enquanto a dupla campeão ficou com sete pontos.

O Audi YCSA Sailing Team ocupou as três posições do pódio da 420, disputada por nove tripulações. O título ficou com André Fiúza e Stephan Kunath, após um quinto e dois primeiros lugares nas três regatas de domingo, com vento sul-sueste, variando de 6 a 12 nós (10 a 20 km/h). Nos critérios de desempate, Martin Lowy e Marcelo Peek levaram a medalha de prata, deixando o bronze para Olivia Belda e Marina Arndt. A dupla masculina obteve o segundo lugar como melhor resultado contra um terceiro das meninas. As regatas previstas para sábado (7) foram canceladas devido à forte chuva e aos ventos com rajadas de até 30 nós (55 km/h).

Martin Lowy e Marcelo Peek | Foto: Volnys Bernal / YCSA
Martin Lowy e Marcelo Peek | Foto: Volnys Bernal / YCSA
Largada da Optimist | Foto: Volnys Bernal / YCSA
Largada da Optimist | Foto: Volnys Bernal / YCSA

“O vento de verão oscila muito na represa. Foi um campeonato difícil porque tivemos de escolher uma regulagem intermediária para as velas. O Pedro Corrêa (quarto colocado com Philipp Essle) velejou muito bem e esteve nos ameaçando”, analisou André, enquanto seu parceiro Stephan lamentou a ausência dos campeões sul-americanos Eric Belda e Rodrigo Dabus. “Eles são a nossa referência. Têm mais experiência e podemos aprender com eles porque trocamos muitas informações fora da água”. Eric passou o dia no YCSA cuidando do barco. Rodrigo, fortemente gripado, não saiu de casa.

Apesar de juntos há apenas seis meses, os resultados recentes demonstram a evolução de André e Stephan. “Estamos treinando em quase todos os finais de semana. Na represa ou em Ilhabela, dependendo de onde o barco estiver. É o que nos faz velejar melhor a cada campeonato”, justificou André. O próximo objetivo da dupla é o Sul-Americano de 420, em San Isidro, na província de Buenos Aires, durante a Páscoa. Ambos ficaram em terceiro lugar no último Sul-Americano em Porto Alegre e também no Brasileiro, mês passado em Ilhabela.

Disputa acirrada – A definição do vencedor na classe Opitimist, entre os 35 velejadores inscritos, teve de ser no critério de desempate, considerando-se maior número de primeiros, segundos, terceiros lugares e assim sucessivamente. Matheus Oliveira da Escola de Vela de Ilhabela (EVI) foi o campeão. Dois atletas do Audi YCSA Sailing Team completaram o pódio: Nicolas Bernal, de apenas 12 anos e ainda juvenil, com a prata e Martin Chao com o bronze.

Matheus Oliveira, campeão na OP | Foto: Volnys Bernal / YCSA
Matheus Oliveira, campeão na OP | Foto: Volnys Bernal / YCSA
Nicolas Bernal, vice na OP | Foto: Volnys Bernal / YCSA
Nicolas Bernal, vice na OP | Foto: Volnys Bernal / YCSA

“O campeonato foi bastante disputado. Senti a diferença na represa porque no mar o vento é mais constante”, considerou Matheus, o campeão. Para o vice, Nicolas, a terceira regata foi decisiva. “Ganhei a última prova quase em cima da linha de chegada. Os que estavam na minha frente cambaram (manobraram) antes e eu permaneci no mesmo rumo. O vento me favoreceu”. Martin Chao enfrentou a oscilação do vento para ficar em terceiro. “A intensidade do vento variou o tempo todo, o que exigiu máxima atenção durante as regatas”.

A movimentação na Guarapiranga foi acompanhada de perto pelo técnico do Audi YCSA Sailing Team, Bernardo Arndt, o Baby, atento ao desempenho de seus atletas, deslocando-se de bote no entorno da Raia 1. “As regatas em represa são fundamentais do ponto de vista tático. Eles têm de se adaptar às situações de mar e de represa. Vejo as tripulações (de 420) muito motivadas. É o que determina a evolução. O importante é que nessa fase não quebrem o ritmo de treinos. É preciso que tenham foco para conciliar escola e vela”, recomendou Baby.

Baby, técnico da 420 | ZDL / Divulgação
Baby, técnico da 420 | ZDL / Divulgação

Audi YCSA Sailing Team – Foi formado no início de 2014 com o objetivo de reforçar a missão de formar os futuros velejadores. O projeto abrange 40 atletas da Vela Jovem distribuídos entre as classes Optimist, 420, Laser, 29er e Byte. O apoio está voltado para a aquisição de barcos e velas, contratação de técnicos especialistas nas classes envolvidas e viabilização de viagens para intercâmbio e disputa das principais competições internacionais. Robert Scheidt, o maior atleta olímpico brasileiro em todos os tempos e ganhador de 14 títulos mundiais entre as classes Laser e Star, é o embaixador da marca no País.

Yacht Club Santo Amaro – Fundado em 1930, o YCSA consolidou-se ao longo de oito décadas como um celeiro de campeões da vela à margem da Represa de Guarapiranga, extremo sul de São Paulo. Conhecido também por Clube dos Alemães, devido à origem de seus fundadores, o YCSA sustenta como principal missão revelar os talentos para a vela brasileira. Campeões e medalhistas olímpicos, mundiais e pan-americanos como Robert Scheidt, Alex Welter, Cláudio Biekarck, Reinaldo Conrad, Peter Ficker, Gunar Ficker e Marcelo Batista elevaram o Brasil em suas conquistas nas principais competições mundiais.

Mais informações no site ycsa.com.br
Fanpage no Facebook: www.facebook.com/yachtclubsantoamaro

Ary Pereira Jr. – MTb 23297 / ary@zdl.com.br
Tel: 11 32855911 / Vivo: 9 7602-2986 / Tim: 9 9275-7044

YCSA é sede da Taça Geraldo Peixoto na Guarapiranga

Eric e Rodrigo na 420 | Foto: Volnys Bernal / YCSA
Eric e Rodrigo na 420 | Foto: Volnys Bernal / YCSA

Flotilhas das classes Optimist e 420 do Audi YCSA Sailing Team disputam as regatas deste fim de semana (7 e 8) na Represa Guarapiranga

São Paulo (SP) – O Yacht Club Santo Amaro (YCSA) organiza neste fim de semana (7 e 8) seu primeiro evento da temporada na Represa Guarapiranga. O ano de 2015 será inaugurado com a Taça Geraldo Peixoto, ex-Taça Flotilha da Garoa, com a previsão de seis regatas, máximo de três por dia. A competição reúne barcos Optimist e 420, classes de base da vela que competem na Raia 1, destinada aos veleiros de menor porte, capazes de navegar mesmo com o nível mais baixo da represa.

São esperadas cerca de 50 embarcações, dez da classe 420 e 40 da Optimist, entre inscrições do YCSA, outros clubes do entorno da Guarapiranga e velejadores do litoral norte de São Paulo. O Audi YCSA Sailing Team leva à raia, velejadores considerados favoritos. Na 420, a dupla Eric Belda e Rodrigo Dabus conquistou o título sul-americano em dezembro em Porto Alegre e o vice brasileiro há 15 dias em Ilhabela. André Fiuza e Stephan Kunath, terceiros em ambas as competições, também estão confirmados, assim como Olivia Belda e Marina Arndt, melhor dupla feminina no Brasileiro.

Olivia e Marina na 420 | Foto: Silas Azocar/PMI
Olivia e Marina na 420 | Foto: Silas Azocar/PMI
Optimists na Guarapiranga | Foto: Volnys Bernal / YCSA
Optimists na Guarapiranga | Foto: Volnys Bernal / YCSA

Na Optimist, os destaques do Audi YCSA Sailing Team são: Martin Chao, Nicolas Bernal e Leonardo Didier, que subiu ao pódio da categoria mirim no Brasileiro disputado em janeiro na Baía de Guanabara. As regatas deste fim de semana serão disputadas em percurso barla-sota (demarcado por duas boias) ou trapezoidal. A partir da quinta regata descarta-se o pior resultado. As primeiras largadas estão marcadas às 13h00. Além do YCSA, Classe Optimist São Paulo (COSP), Classe 420 SP e Fevesp, organizam o campeonato.

Meia vida dedicada ao YCSA – A mudança de nome da competição deve-se a uma justa homenagem. Geraldo Peixoto é o mais antigo funcionário do YCSA. No próximo dia 1º de março completa 32 anos de serviços prestados ao clube. O mineiro de 64 anos dedicou até hoje metade de sua vida aos associados que o chamam carinhosamente de seo Geraldo. “Sinto-me muito feliz. Não esperava tamanha alegria. Recordo o dia em que cheguei. Não sabia nada e entrei como ajudante-geral”, conta o funcionário que já foi o responsável pela piscina e hoje tem o cargo de supervisor náutico.

Geraldo Peixoto, justa homenagem | Divulgação/YCSA
Geraldo Peixoto, justa homenagem | Divulgação/YCSA

Geraldo acompanhou a evolução de associados como Robert Scheidt, João Hackerott e Rique Vanderley e orgulha-se por tê-los ajudado desde a época do Optimist. “Sempre estava na rampa para levar os barcos deles para a água e depois trazê-los de volta ao hangar, quando as regatas acabavam. Ajudei muito essa turma e se precisar ajudarei novamente”, afirma Geraldo, sempre solícito, esbanjando humildade e simpatia.

Atualmente, Geraldo acompanha as disputas na Guarapiranga embarcado, junto à raia como integrante da Comissão de Regatas (CR). “Ajudo a organizar as largadas, contar os barcos, ver se alguém largou escapado. Aprendi muito trabalhando aqui. O YCSA é muito importante na minha vida. Tudo o que conquistei e tenho hoje, veio do meu trabalho neste clube”, resume o supervisor demonstrando que seu empenho foi reconhecido.

Audi YCSA Sailing Team – Foi formado no início de 2014 com o objetivo de reforçar a missão de formar os futuros velejadores. O projeto abrange 40 atletas da Vela Jovem distribuídos entre as classes Optimist, 420, Laser, 29er e Byte. O apoio está voltado para a aquisição de barcos e velas, contratação de técnicos especialistas nas classes envolvidas e viabilização de viagens para intercâmbio e disputa das principais competições internacionais. Robert Scheidt, o maior atleta olímpico brasileiro em todos os tempos e ganhador de 14 títulos mundiais entre as classes Laser e Star, é o embaixador da marca no País.

Yacht Club Santo Amaro – Fundado em 1930, o YCSA consolidou-se ao longo de oito décadas como um celeiro de campeões da vela à margem da Represa de Guarapiranga, extremo sul de São Paulo. Conhecido também por Clube dos Alemães, devido à origem de seus fundadores, o YCSA sustenta como principal missão revelar os talentos para a vela brasileira. Campeões e medalhistas olímpicos, mundiais e pan-americanos como Robert Scheidt, Alex Welter, Cláudio Biekarck, Reinaldo Conrad, Peter Ficker, Gunar Ficker e Marcelo Batista elevaram o Brasil em suas conquistas nas principais competições mundiais.

Mais informações no site ycsa.com.br
Fanpage no Facebook: www.facebook.com/yachtclubsantoamaro

Ary Pereira Jr. – MTb 23297 / ary@zdl.com.br
Tel: 11 32855911 / Vivo: 9 7602-2986 / Tim: 9 9275-7044