Flotilha do Yacht Club Paulista reforça HPE 25 em Ilhabela

Takra em ação no Brasileiro (Marcos Méndez / SailStation)

Barcos instalados na Represa Guarapiranga estão no litoral norte para correr a Semana de Vela de Ilhabela (SP) a partir deste domingo (9)

São Paulo (SP) – A manutenção de uma flotilha permanente no Yacht Club Paulista (YCP) tem incentivado os velejadores da classe HPE 25 a competir além da Represa Guarapiranga (SP). A eficiência do movimento criado há um ano e meio foi comprovada há 20 dias no Campeonato Brasileiro em Ilhabela, onde a maioria dos barcos permaneceu a fim de correr também a Semana de Vela, a partir deste domingo (09/7), com sede no Yacht Club de Ilhabela (YCI).

Duelo paulistano em Ilhabela (Marcos Méndez / SailStation)

Entre os 24 barcos que correram o Brasileiro, oito pertencem à Flotilha Guarapiranga: Phoenix, Takra, Ubuntu, Pajero e Blue Shrak (YCP), enquanto Relaxa, Sururu e Euphoria representam o Yacht Club Santo Amaro (YCSA), ou seja totalizaram um terço (33%) dos inscritos no campeonato. Exceção ao campeão Phoenix, de volta ao YCP, os demais devem correr as regatas da 44ª Semana de Vela de Ilhabela.

Responsável pela introdução dos HPE 25 no YCP, o velejador Eduardo Souza Ramos confirma a meta alcançada. “A presença maciça dos barcos da Guarapiranga em Ilhabela demonstra que o pessoal compreendeu a importância de movimentarmos a classe. Desde o início de 2016 estamos velejando pelo menos um evento por mês”. Com o Phoenix fora da raia, Souza Ramos ficará no leme do S40 Pajero na Semana de Vela deste ano.

HPE 25 no vento em popa (Marcos Méndez / SailStation)

A flotilha nacional da classe conta atualmente com 58 barcos espalhados por São Paulo, Ilhabela, Rio de Janeiro, Salvador e Florianópolis, cidade já definida como sede do próximo Brasileiro no segundo semestre de 2018. Outros três estão sendo construídos no Rio de Janeiro, o que elevará em breve o número da flotilha de HPE 25 no Brasil para 61 barcos.

Ranking Gil Souza Ramos –Além do prazer de se velejar oferecido pela classe, as tripulações receberam neste ano um incentivo a mais para se manterem ativas: a criação do Ranking Gil Souza Ramos, que ao final de 2017 contemplará o proprietário do barco mais ativo com uma nova embarcação, em troca da atual. A Semana de Vela somará pontos especificamente para a flotilha de Ilhabela.

Preparação do HPE 25 Pajero (Marcos Méndez / SailStation)

Divididos geograficamente em flotilhas, Guarapiranga, Ilhabela e Rio de Janeiro, os barcos somam os pontos perdidos (0,5 ou um ponto) conforme a importância do campeonato. Quem não corre perde dez pontos. Os três mais assíduos (menos pontos perdidos) ao longo da temporada estarão classificados para a Final Nacional no segundo semestre de 2018, uma semana antes do Campeonato Brasileiro. A flotilha mais ativa receberá uma vaga-bônus, totalizando dez barcos para o evento inédito.

Equilíbrio na pontuação – As três flotilhas do Ranking Gil Souza Ramos travam acirrada disputa pelas primeiras colocações até a Semana de Vela de Ilhabela. Guarapiranga: Bond Girl, Ubuntu, Sururu, Euphoria, Rex, Blue Shark e Phoenix – 2,5 pontos perdidos. Rio de Janeiro: Tarja Preta, Motu, Vésper, Alhena e Carioca Fiote – 3,0 pontos perdidos. Ilhabela: Conquest, Ginga, Cabron, Dom e Golden Shark – 2,5 pontos perdidos.

 

Ary Pereira Jr – ary70jr@hotmail.com

MTb: 23.297 / (11) 9 9275-7044

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s