Scheidt estreia nesta quarta-feira na Semana de Vela de Kiel

Treinos antes da estreia em Kiel (Divulgação)

Ao lado do proeiro Gabriel Borges, bicampeão olímpico compete na tradicional regata alemã como parte da adaptação à nova classe, a 49er, na qual busca experiência para disputar os Jogos de Tóquio, em 2020

São Paulo (SP)–  Robert Scheidt estreia na Kieler Woche, a mais tradicional semana de vela do mundo, em Kiel, na Alemanha, nesta quarta-feira (21). Ao lado do proeiro Gabriel Borges, o bicampeão olímpico encara a competição como mais uma etapa de sua adaptação à nova classe, a 49er, na qual busca experiência a fim de iniciar um novo ciclo, visando os Jogos de Tóquio, em 2020, onde pretende lutar pela sexta medalha na maior competição do planeta.

Scheidt se preparou para a Kieler Woche em ‘seu quintal’. Ele o Gabriel Borges treinaram por dois meses no Lago di Garda, na Itália, onde Robert mora com a família. Aos 44 anos, mantém a motivação em alta. “Vai ser a nossa primeira competição do verão europeu e estamos bem animados. Depois da disputa aqui na Alemanha, teremos o Campeonato Europeu e o Mundial. E kiel será uma regata importante para avaliar o nosso nível. Temos pouco tempo na classe e a cada dia na água aprendemos muita coisa”, explica o iatista, que é patrocinado pelo Banco do Brasil e Rolex, com os apoios do COB e CBVela.

A dupla brasileira chegou a Alemanha na quinta-feira (15) para aclimatação e alguns dias de preparação antes da estreia. “Fizemos bons treinos, com vento forte nos dois primeiros dias e vento fraco na sequência. Estamos em um bom momento, em uma crescente, mas é difícil saber o que esperar da competição, que terá 75 barcos na 49er e, consequentemente, um alto nível”, afirma Scheidt, que complementa. “Com muita gente na água, a largada será crucial. Tudo vai depender de largar bem. Há ainda um outro fator, que é a previsão de mudança do clima durante o evento, com tempo fechado e ventos mais fortes. Vamos ver.”

Em Kiel, serão três regatas por dia. Nesta quarta e quinta, os competidores serão divididos em dois grupos. Os melhores correm na flotilha ouro na sexta e no sábado. Os dez barcos mais bem classificados alinham para a medal race no domingo, no encerramento da Semana de Vela de Kiel. A Kieler Woche teve cerimônia de abertura no sábado (17), mas como é dividida em duas etapas, classes como a 49er só começam a partir desta quarta-feira. Robert tem quatro títulos na tradicional semana de vela alemã, sendo três na Laser e um na Star.

Susto – A preparação para a Semana de Vela de Kiel foi considerada muito boa por Scheidt, mas não esteve livre de percalços no Lago di Garda. O bicampeão olímpico sofreu uma lesão muscular no início da preparação e se viu obrigado a ficar 20 dias parado. “Durante uma manobra, o barco virou e eu cai na água. Nesse momento, bati o braço e sofri uma contusão no tríceps. O 49er é mais radical, extremo, e essas coisas acontecem. Conforme a velejada melhora, o risco diminui. Mas voltei bem e tivemos tempo de refinar as manobras, o que é muito importante em um barco como esse, que exige muita habilidade”, explica Robert.

Crescimento – A evolução de Robert na 49er pode ser comprovada pelo seu desempenho. Na Copa Brasil, disputada no início de março, em Porto Alegre, venceu quatro regatas, as primeiras na nova categoria, conquistando a medalha de prata. Antes de competir em águas brasileiras, disputou a etapa de Miami da Copa do Mundo de Vela, em janeiro. E conseguiu o 16º lugar na disputa que reuniu 26 barcos com os melhores iatistas do planeta. Na Miami Mid Winters, também no início de 2017, conseguiu 11º lugar no campeonato que envolveu 17 competidores. Mais recentemente, no final de março, correu o Troféu Princesa Sofia e novamente fez um 11º lugar.

Maior atleta olímpico brasileiro

Cinco medalhas:

Ouro : Atlanta/96 e Atenas/2004 (ambas na classe Laser)

Prata : Sidney/2000 (Laser) e Pequim/2008 (Star)

Bronze : Londres/2012 (Star)

176 títulos  – 86 internacionais e 90 nacionais, incluindo a Semana Internacional do Rio, o Campeonato Brasileiro de Laser e a etapa de Miami da Copa do Mundo, todos em 2016

Laser

– Onze títulos mundiais – 1991 (juvenil), 1995, 1996, 1997, 2000, 2001, 2002*, 2004 e 2005 e 2013

*Em 2002, foram realizados, separadamente, o Mundial de Vela da Isaf e o Mundial de Laser, ambos vencidos por Robert Scheidt

– Três medalhas olímpicas – ouro em Atlanta/1996 e Atenas/2004, prata em Sydney/2000

Star

– Três títulos mundiais – 2007, 2011 e 2012*

*Além de Scheidt e Bruno Prada, só os italianos Agostino Straulino e Nicolo Rode venceram três mundiais velejando juntos, na história da classe

– Duas medalhas olímpicas – prata em Pequim/2008 e bronze em Londres/2012

Mais informações:

Site:   www.robertscheidt.com.br

Twitter: @robert_scheidt

Facebook: Robert Scheidt

 

ZDL – Rafael De Marco / Doro Jr. – Mtb 13209

E-mail:   rafael@zdl.com.br

Tels: (11) 3285-5911

Cel: 11 976022986

Site:  www.zdl.com.br

Facebook:  www.facebook.com/ZDLSports

Instagram:  www.instagram.com/zdlsports

Twitter:  www.twitter.com/ZDLcomunica  

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s