Campeão de 2016 inicia nova temporada com vitória!

MARLIN XIV continua em boa fase, a exemplo do que foi 2016, e vence a primeira regata do VI Circuito Marreco de Vela no último sábado dia 25/03/2017.  A competição reúne veleiros mini oceano cabinados de 16 pés em sete etapas ao longo do ano.  A regata foi realizada na represa de Guarapiranga, comm três voltas em barla-sota, com vento do quadrante sul que de até 10 nós, na raia 3 montada e comandada pelo juiz Gustavo Leibovich.

 Apesar de não ter largado bem, a opção por dar um bordo logo após a largada e seguir amurado a bombordo atrás de ADESSO e BAIE LEKKER permitiu a MARLIN XIV posicionar-se entre os primeiros já na metade da perna, mas ainda atrás de FALCÃO PEREGRINO e FORGADA, que haviam largado bem e seguiam pelo outro lado da raia.  Preferindo velejar mais pelo centro da raia, e com mais algumas cambadas muito bem realizadas (“A Rosângela, minha proeira e esposa, estava afiadíssima”, disse Victor Neubern), foi possível contornar a primeira marca já em primeiro.

“Depois da primeira volta a coisa desandou, pois insistimos no bordo com amuras a boreste igual à primeira perna, e isso custou-nos várias posições”, disse Fernando Martins (FORGADA). 

No último contravento, os dois ponteiros cometeram o mesmo erro de FORGADA de ir pelo lado de bombordo da raia.  Primeiro foi MARLIN, enquanto FALCÃO PEREGRINO seguia pelo lado de boreste.  Quando MARLIN cambou e cruzou a proa do adversário, sua vantagem, que era razoável, havia se reduzido a poucos metros! Entretanto, FALCÃO não percebeu e continuou seguindo para o lado de bombordo da raia, devolvendo a vantagem a MARLIN XIV, que a manteve até o final.

Durante toda a primeira perna, Forgada, Gulliver, Adesso, Banzeiro, e Salgadinho disputaram posições, com algumas alternâncias.  A balonada começou a separar mais os barcos e, do final da segunda volta até a última marca de barla as posições foram se consolidando.   Quando tudo pareia definido, na última perna em popa, FALCÃO PEREGRINO tem dificuldades com seu balão e é ultrapassado por ADESSO, numa chegada emocionante, pois os 3 barcos estavam muito próximos a eles.

Zenon Stazaveskas, comandante do BAIE LEKKER, comemorou as pequenas melhoras feitas em seu barco: “Com os reparos nas velas e as mudanças de cabos e mordedores, além de um saco para o balão, ficou mais fácil de controlar o barco. ; não tivemos nenhum problema em subir e descer a balão, nem nos bordos. Na segunda perna, encostamos na marca e, enquanto pagávamos a penalidade,  fomos sendo ultrapassados e não conseguimos nossa posição de volta. Apesar disso, foi um dia muito agradável!”

Carlos Freier, velejador há apenas dois anos com o MESTRE VII e calouro de regatas, feliz e ainda excitado por sua primeira competição, disse: “dedico o Troféu Tartaruga aos mais experientes, para que relembrem da adrenalina que, como eu, com certeza sentiram ao participar pela primeira vez de uma regata!”

A premiação e o churrasco de comemoração foram realizados no Clube de Campo do Castelo (https://www.facebook.com/casteloCCC/timeline) , com as boas vindas de sua presidente, de Susana Campanhã, aos velejadores.  O jornal ALMANÁUTICA (https://almanautica.wordpress.com), patrocinador da Classe Marreco, ofereceu troféus aos cinco primeiros colocados, além do troféu Tartaruga, que é oferecido como incentivo ao penúltimo colocado, em alusão à fábula da lebre e a tartaruga.  O ALMANÁUTICA também fez distribuição de brindes e o sorteio de um anuário Brasileiro de Vela 2015-2016.  Também foi sorteado um vale-desconto de 15% oferecido pela loja VELAMAR (www.velamar.com.br). 

Resultado:

1º – Marlin XIV – Victor Neubern e Rosângela Neubern

2º – Adesso –Wilson Kato e Madalena Kato

3º – Falcão Peregrino – Lebbos Chagouri e Antonio Correa

4º – Gulliver – Reynaldo Cagnin Jr. e Ricardo Nini

5º – Banzeiro – Marcelo Rustiguer e Luiz Fernando Pereira de Souza

6º – Salgadinho – Renato Olandim e Alberto Henrique Rezende

7º – Forgada – Fernando Martins e Walter Fischer

8º – Baie Lekker – Zenon Staseveskas e Fernando Javier Speranza

9º – Intruso –Isnard Xavier e Manoel Xavier

10º – Pepei – Ricardo Stávale e Isabela Stávale

11º – Mestre VII – Carlos Freier e Roberto Moura

12º – Esconderijo – Antonio Ferreira Lima

 

Artigo fornecido por:

VICTOR S. NEUBERN JR.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s