Classe C30 abre temporada de regatas em Ilhabela

C30 vai largar em Ilhabela (Aline Bassi / Balaio)

Atual bicampeão do Circuito Ilhabela, Caiçara, e o vice-campeão do Circuito de Santa Catarina, Caballo Loco, correm neste final de semana (11 e 12)

São Paulo (SP) – A classe C30, considerada a mais competitiva da vela oceânica no País, está de volta a Ilhabela. Será aberta neste fim de semana (11 e 12/3) a temporada do Circuito Ilhabela. Apesar de o equilíbrio entre as embarcações ser a principal característica da classe, o Caiçara, atual bicampeão, é o barco a ser batido no litoral norte paulista, enquanto o Caballo Loco vem embalado pelo vice-campeonato do Circuito Ilha de Santa Catarina, em fevereiro, em Florianópolis. O título ficou com o Katana (SC).

Caballo Loco em Florianópolis (Gabriel Heusi / Heusi Action)

Para conquistar o bicampeonato em 2016, o Caiçara sofreu ameaça dos rivais até a terceira das quatro etapas anuais, quando a tripulação comandada por Marcos de Oliveira Cesar começou a abrir vantagem. “Estamos otimistas com a nova vela balão (içada à proa do barco), com 10% a mais de área em relação à anterior. Vamos manter a tripulação unida e respeitar os adversários. Conquistar dois títulos seguidos em uma classe tão equilibrada é uma honra e aumenta a responsabilidade”, afirma Marcos Cesar.

Ganhador das medalhas de bronze em 2016, o +Realizado eCycle, também virá com velas novas para esta temporada, acirrando ainda mais a rivalidade na raia da C30. “As velas não chegaram a tempo para treinarmos com o novo equipamento, mas a tripulação é a mesma. Creio, porém, que o Caballo Loco leva pequena vantagem por ter corrido o circuito em Jurerê (SC) com velas novas e já ajustadas, mas vamos para cima”, garante o trimmer (regulador de velas) do +Realizado, Ricardo Apud.

Bicampeão Caiçara (Aline Bassi / Balaio)

O Caballo Loco, de Ubatuba, foi o único representante paulista em Florianópolis e contou com a eficiência de sua tripulação para conquistar as medalhas de prata no Circuito de Santa Catarina e se posicionar em terceiro lugar na classificação parcial do Campeonato Brasileiro. “As regatas em Jurerê mostraram mais uma vez a força da classe C30, com disputas casco a casco e match race até a linha de chegada. Assim deverá ser também em Ilhabela”, prevê o comandante Mauro Dottori, vice-campeão do circuito paulista em 2016.

No Campeonato Brasileiro de C30, o Caballo Loco soma 14 pontos perdidos após as regatas da etapa de abertura em Florianópolis. Ratificando o equilíbrio da classe, Katana Energia e Zeus Sailing Team, líder e vice-líder respectivamente, somam 13 pontos cada. A segunda e última etapa do Brasileiro será em julho, na Semana de Vela de Ilhabela. A primeira etapa do Circuito Ilhabela de Vela Oceânica (Copa Suzuki) começa neste fim de semana e será concluída em 18 e 19 de março. A competição tem sede no Yacht Club de Ilhabela (YCI) e além da C30, reúne as classes: IRC, RGS, Bico de Proa e HPE 25.

Ary Pereira Jr – ary70jr@hotmail.com

MTb: 23.297 / (11) 9 9275-7044

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s