Scheidt conquista primeira vitória na nova classe

Scheidt e Borges em ação (Gustavo Roth/ @AgenciaPreview/Divulgação)

Em sua terceira competição na 49er, o bicampeão olímpico vence a primeira regata. Resultado vale a manutenção da vice-liderança da Copa Brasil de Vela, disputada em Porto Alegre

São Paulo (SP) – Robert Scheidt segue em franca evolução na classe 49er. No terceiro dia da IV Copa Brasil de Vela, disputada em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, o bicampeão olímpico conquistou sua primeira vitória na nova categoria. Ele ganhou uma regata e, na sequência, chegou em segundo na prova que encerrou as atividades desta quarta-feira (8). Com os resultados, ele e o proeiro Gabriel Borges agora têm 12 pontos perdidos e seguem na segunda colocação na classificação geral. A liderança é de Carlos Robles e Marco Grael, com 7 pontos. Nesta quinta-feira (9), a disputa prossegue nas águas da capital gaúcha.

“Vencer a primeiro prova na 49er, e ainda no Brasil, mostra que estamos no caminho certo e nos dá mais confiança para seguir nesta trajetória de aprendizado. Estamos velejando a cada dia melhor aqui em Porto Alegre e seguimos na briga pelo título da Copa Brasil. Sabemos que não é fácil, mas vamos lutar até a última regata”, disse o bicampeão olímpico, que é patrocinado pelo Banco do Brasil e Rolex, com os apoios de COB e CBVela, que, aos 43 anos, está em busca de experiência a fim de iniciar novo ciclo visando a Olimpíada de Tóquio, em 2020, agora na classe 49er.

Na estreia, segunda-feira (6), na Copa Brasil de Vela, Robert Scheidt cruzou a linha de chegada em terceiro e quarto lugares, o que valeu a quarta posição na classificação geral na 49er. No segundo dia, na terça-feira (7), obteve três segundo lugares e saltou para a vice liderança. Nessa nova fase da carreira, o maior medalhista brasileiro em Jogos Olímpicos sabe que precisa de tempo de treino e mais experiência em competições para vencer o desafio de velejar em um barco maior, mais veloz e com estratégias diferentes das classes Star e Laser, que o consagraram no iatismo.

A competição no Rio Grande do Sul é o primeiro grande evento da vela brasileira em 2017. As regatas seguem até dia 11, com sede dividida entre o Clube dos Jangadeiros e o Veleiros do Sul. Isso porque, em paralelo a IV Copa Brasil, será disputada a II Copa Brasil de Vela Jovem. Trata-se de uma oportunidade para a nova geração ter contato com grandes atletas. Além de Robert Scheidt, estarão presentes Martine Grael e Kahena Kunze (campeãs olímpicas da classe 49er FX na Rio/2016), Fernanda Oliveira e Isabel Swan (medalhistas na classe 470 em Pequim/2008) e Torben Grael, coordenador-técnico da equipe brasileira de vela, dono de cinco medalhas em olimpíadas e vice-presidente da Federação Internacional de Vela.

A competição em Porto Alegre serve de seletiva para a formação da Equipe Brasileira de Vela em 2017. Os atletas vencedores da IV Copa Brasil e os velejadores Sub 23 mais bem classificados em suas classes, passarão a fazer parte do plano de investimento da CBVela para participação nas principais competições internacionais deste ano, sendo constantemente analisados no Programa de Desenvolvimento Individual de Atletas durante todo o ciclo olímpico, até Tóquio 2020.

Início promissor – Em sua primeira grande competição na classe 49er, Robert disputou a etapa de Miami da Copa do Mundo de Vela em janeiro. E conseguiu o 16º lugar na disputa que reuniu 26 barcos com os melhores iatistas do planeta. Antes, disputou a Miami Mid Winters, conseguindo 11º lugar no campeonato que envolveu 17 competidores. Após a disputa da Copa Brasil, a dupla Scheidt/Borges pretende investir mais tempo em treinamento, desta vez na Europa, a partir de abril.

Maior atleta olímpico brasileiro

Cinco medalhas:

Ouro : Atlanta/96 e Atenas/2004 (ambas na classe Laser)

Prata : Sidney/2000 (Laser) e Pequim/2008 (Star)

Bronze : Londres/2012 (Star)

176 títulos – 86 internacionais e 90 nacionais, incluindo a Semana Internacional do Rio, o Campeonato Brasileiro de Laser e a etapa de Miami da Copa do Mundo, todos em 2016.

Laser

Onze títulos mundiais – 1991 (juvenil), 1995, 1996, 1997, 2000, 2001, 2002*, 2004 e 2005 e 2013

*Em 2002, foram realizados, separadamente, o Mundial de Vela da Isaf e o Mundial de Laser, ambos vencidos por Robert Scheidt

Três medalhas olímpicas – ouro em Atlanta/1996 e Atenas/2004, prata em Sydney/2000

Star

Três títulos mundiais – 2007, 2011 e 2012*

*Além de Scheidt e Bruno Prada, só os italianos Agostino Straulino e Nicolo Rode venceram três mundiais velejando juntos, na história da classe

Duas medalhas olímpicas – prata em Pequim/2008 e bronze em Londres/2012

Mais informações:

Site: www.robertscheidt.com.br

Twitter: @robert_scheidt

Facebook: Robert Scheidt

ZDL – Rafael De Marco / Doro Jr. – Mtb 13209

E-mail: dorojr@zdl.com.br

Tels: (11) 3285-5911

Site: www.zdl.com.br

Facebook: ZDL Comunicação

Twitter: twitter.com/ZDLcomunica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s