Scheidt entra de vez na briga por medalha na Rio 2016

 

Regular, Scheidt está mais próximo do pódio (©Sailing Energy / World Sailing)
Regular, Scheidt está mais próximo do pódio (©Sailing Energy / World Sailing)

Bicampeão olímpico apresentou a tradicional regularidade e, com 11º e 2º lugares nas regatas desta quarta-feira (10), subiu da 8a. para 4a. posição na classe Laser

Rio de Janeiro (RJ) – Após dois dias de uma verdadeira montanha russa sobre as ondas, oscilando entre resultados medianos e posições de liderança nas quatro provas iniciais, Roberto Scheidt conseguiu apresentar sua famosa regularidade na Rio 2016. Favorecido por ventos de até 20 nós, obteve 11º e 2º lugares nas regatas desta quarta-feira (10), disputadas fora da Baía, na raia Copacabana. Os resultados colocam o bicampeão olímpico na briga direta por medalhas na classe Laser. Scheidt soma 41 pontos perdidos e está em quarto lugar, a 4 pontos do terceiro, o holandês Rutge van Schaardenburg e a 6 do britânico Nick Thompson, segundo colocado. O líder é o croata Tonci Stipanovic, com 26.

“Como eu já esperava, a disputa está sendo muito dura aqui no Rio de Janeiro. Felizmente hoje (quarta-feira, 10) consegui melhorar. Na primeira regata fiz uma boa recuperação e na segunda velejei bem. Subir para o quarto lugar aumenta minha confiança para chegar forte na medal race e lutar com todas as minhas forças pela sexta medalha olímpica”, afirmou Scheidt, que é patrocinado pelo Banco do Brasil, Rolex, Deloitte e Audi, com os apoios de COB e CBVela. A regata da medalha será na próxima segunda-feira (15).

O terceiro dia de disputas do iatismo da Rio 2016 marcou a primeira vez que Robert terminou entre os melhores em duas regatas seguidas na competição. Na estreia, segunda-feira (8), ele finalizou a primeira disputa na 23º posição. Na segunda prova da classe Laser, esteve na frente de ponta a ponta e cruzou a linha de chegada em primeiro. Na terça, teve problemas e terminou em 27º na primeira flotilha. Na sequência, voltou para a água disposto a se recuperar novamente e conseguiu um quarto lugar. O bicampeão olímpico brasileiro folga nesta quinta-feira (11) e volta a competir na sexta (12).

Uma medalha no Rio de Janeiro significará marcas históricas para Robert. Se subir ao pódio, será o primeiro atleta, entre todas as classes do iatismo, a somar seis conquistas na vela. E isso em seis edições consecutivas dos Jogos, considerando todos os esportes. A disputa da classe Laser na Rio 2016 terá 10 regatas, duas por dia, e a medal race (regata da medalha) no dia 15.

Gintare Scheidt continua em sexto na Laser Radial (©Sailing Energy / World Sailing)
Gintare Scheidt continua em sexto na Laser Radial (©Sailing Energy / World Sailing)

Gintare segue em sexto – A lituana Gintare Scheidt, esposa de Robert e uma das favoritas ao ouro na Laser Radial, somou um 12º e um 5º lugares nas regatas desta quarta-feira. Com isso, segue na 6º colocação na classificação geral, com 34 pontos perdidos.

Classificação geral – após 6 regatas

  1. Tonci Stipanovic (CRO) – 26pp
  2. Nick Thompson (GBR) – 35pp
  3. Rutger Van Schaardenburg (NED) – 37pp
  4. Robert Scheidt (BRA) – 41pp
  5. Tom Burton(AUS) – 43pp
  6. Julio Alsogaray (ARG) – 45pp
  7. Sam Meech (NZL) – 45pp
  8. Sergei Komissarov (RUS) – 47pp
  9. Jean Baptiste Bernaz (FRA) – 47pp
  10. Pavlos Kontides (CYP) – 53pp

Maior atleta olímpico brasileiro

Cinco medalhas:

Ouro : Atlanta/96 e Atenas/2004 (ambas na classe Laser)

Prata : Sidney/2000 (Laser) e Pequim/2008 (Star)

Bronze : Londres/2012 (Star)

176 títulos – 86 internacionais e 90 nacionais, incluindo a Semana Internacional do Rio, o Campeonato Brasileiro de Laser e a etapa de Miami da Copa do Mundo, todos neste ano.

Laser Onze títulos mundiais – 1991 (juvenil), 1995, 1996, 1997, 2000, 2001, 2002*, 2004 e 2005 e 2013

*Em 2002, foram realizados, separadamente, o Mundial de Vela da Isaf e o Mundial de Laser, ambos vencidos por Robert Scheidt

Três medalhas olímpicas – ouro em Atlanta/1996 e Atenas/2004, prata em Sydney/2000

 

Star

Três títulos mundiais – 2007, 2011 e 2012*

*Além de Scheidt e Bruno Prada, só os italianos Agostino Straulino e Nicolo Rode venceram três mundiais velejando juntos, na história da classe

Duas medalhas olímpicas – prata em Pequim/2008 e bronze em Londres/2012

Mais informações em http://www.robertscheidt.com.br/

Twitter: @robert_scheidt

Facebook: Robert Scheidt

Acompanhe também a ZDL nas redes sociais:

Twitter: @ZDLcomunica

Facebook: ZDL Comunicação

ZDL – Rafael De Marco / Doro Jr. – Mtb 13209

E-mail: mailto:dorojr@zdl.com.br

Tels: (11) 3285-5911

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s